O segredo que é 32 vezes mais efetivo que o dinheiro para trazer a felicidade

O segredo que é 32 vezes mais efetivo que o dinheiro para trazer a felicidade

O Segredo que poucos sabem sobre felicidade, o dinheiro nem sempre é a resposta.

Segundo uma pesquisa feita pela Universidade de Manchester e Warwick, existe um segredo que é 32 vezes mais eficaz que o dinheiro para trazer a felicidade e para convencermos o nosso interior, há uma boa estatística que comparou a felicidade proporcionada pelo dinheiro e com a felicidade proporcionada pela terapia(Boyce & Wood, 2009)
Sendo que, durante essa pesquisa foi descoberto que a terapia é 32 vezes mais efetiva, na relação custo benefício. Os pesquisadores alcançaram esse número checando milhares de pessoas que tinha começado terapia e comparou com outros que tiveram um aumento em sua renda.

Contudo, perceberam que pessoas que gastavam R$100 em sessão de terapia tinham a mesma felicidade que as pessoas que não faziam terapia e gastavam R$320 em roupa, por exemplo. Ou seja, as pessoas que não faziam terapia sempre tinham a necessidade de novas experiências consumistas.

Muito comum, correto?

O líder do estudo, Chris Boyce, diz:
 

Que muitas das vezes a importância do dinheiro para promover o "bem-estar"e "proporcionar a felicidade" é super valorizado em nossa sociedade contemporânea. Em contrapartida os benefícios de ter uma boa saúde mental, na maioria das vezes não é completamente apreciada e as pessoas não percebe o poderoso efeito que a terapia pode ter no aumento do nosso bem-estar.

 

Se é verdade, qual o motivo de muitos governos estar tão obcecados com o crescimento econômico e aparentemente tão pouco preocupado com a saúde mental?

Um exemplo disso são os chineses que ficaram mais ricos, mas não mais felizes.

Embora crescimento econômico nas maiores economias do mundo seja menor que o da China, os efeitos da felicidade é o mesmo ou próximo o bastante.

Qualquer leigo sabe a resposta para esta questão: É porque o dinheiro faz o mundo girar.

E ainda nos faz pensar que somos "idiotas" por concordar com a cabeça veementemente que o dinheiro não nos faz felizes, e logo em seguida iremos trabalhar 12 horas ininterruptas ou algo próximo.

Pense quão feliz o mundo seria se, ao invés de aumentos de salários e busca de bônus, nos usássemos o tempo para conversar um pouco com alguém capacitado em terapia.
Sendo assim, o segredo que poucos sabem sobre felicidade, que o dinheiro nem sempre é a resposta.

Fonte: http://dx.doi.org/10.1017/S1744133109990326

compartilhe:
Psicóloga Juliana Gonçalves Oliveira Guedes
Formada em Psicologia pelo Centro Universitário UNA. Atua como psicóloga clínica em consultório particular..

Artigos recentes:

3 Comments

  1. Donec sed odio dui. Nulla vitae elit libero, a pharetra augue. Nullam id dolor id nibh ultricies vehicula ut id elit. Integer posuere erat a ante venenatis dapibus posuere velit aliquet.

  2. Integer posuere erat a ante venenatis dapibus posuere velit aliquet.